...nada se perde, tudo se transforma!


Materiais Reciclaveis

   

Plástico: mangueiras para jardim, garrafas plásticas para água sanitária ou outros produtos de limpeza, sacos e sacolas plásticas, bacias e baldes, tubos, carpetes, cabides, réguas, isolamentos para casacos e sacos de dormir, recipientes em geral, peças

para carros, pincéis de pintura, tecidos, fitas, cordas, tampas, conduítes, lona etc.

 

Papel: Caixas de papelão, papel higiênico, papel de carta, lenços de papel, toalhas

de papel, guardanapos, caixas de ovos, cartões, envelopes, folhas etc.

 

Metal: Latinhas de alumínio viram novas latas e diversos outros metais são fundidos (derretidos) e transformados em novos produtos como tesouras, maçaneta, arame, peças de automóvel, entre outros..

 

Vidro: recipientes e frascos em geral e fibras de vidro. A construção civil é um dos setores da economia que procura cada vez mais testar e utilizar materiais recicláveis na fabricação de produtos.Destaque especial pode se dar para a fabricação de telhas e placas que podem ser feitas a partir de papel velho, alumínio e inúmeros tipos de plásticos, ou diretamente com as embalagens Longa Vida. Além de contribuir para a preservação do ambiente, estes materiais trazem outras vantagens: são mais baratos, mais flexíveis, mais leves e funcionam como isolante acústico.

 

Recentemente, um projeto de reciclagem foi premiado pela utilização de bisnagas de pasta de dente para fabricar além de telhas e placas, lixeiras, utensílios de escritórios até móveis.

 

Outra reciclagem interessante é a utilização de plásticos como o PP (polipropileno), PE (polietileno) e PET (politereftalato de etileno), para a produção de tábuas rígidas de plástico reciclado, substituindo a madeira em diversas funções, como decks, estrados, caibros para telhados, móveis rústicos e construção em áreas de maresia(litoral). Os benefícios do material são inúmeros, tais como: elevada resistência mecânica, o produto não é agredido por insetos (cupins), fungos, não é afetado pela umidade, maresia, não racha e não trinca sob a ação de sol e chuva e resinas; Não requertratamentos tópicos, como vernizes e resinas, fácil instalação, permite uso de pregos, parafusos e serrotes; as sobras do material são recuperadas e recicladas novamente, gerando outro material.

 

 

 

“Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.” (Louis A. Lavoisier)

 

 

 

 Referencia: Ebook Reciclagem - Portal da educação